Lollapalooza 2013




Quem foi ao Lollapalooza ou acompanhou pela televisão viu que foi um mega evento, não é mesmo? Eu nunca tinha ido antes em algo desse porte, então não fazia ideia do que me esperava por lá.
Fiquei com dor de barriga de ansiedade uma semana antes...programando minha rota, minha roupa e tudo mais, rs. Eu fui no domingo 31/03.


Logo quando chegamos, tivemos que passar por três fases com a segurança: a revista, comprovação do ingresso meia e catraca de acesso. Eu estava toda preocupada em não levar coisas que se diziam ser proibidas no site, então levei só uma blusa de frio na bolsa, mas no final das contas ninguém revistou nada!! Só pediram para abrir a bolsa, olharam por cima e deixaram entrar. Se eu soubesse tinha levado meu mundo lá dentro, já que passamos o dia todinho no evento.
Assim que já estávamos dentro do Jóquei, aproveitamos para tirar algumas fotos e adivinhem... esqueci de tirar foto do look inteiro ~como sempre né ~, mas vou reproduzi-lo em casa e fotografo pra vocês.


Demos uma volta pelo Jóquei e aproveitamos que ainda não tinha nenhuma fila para comprar algumas Pillas e estocar nossa comida, pois iríamos ''acampar'' em frente ao palco principal, garantindo nosso lugar perto das bandas.
Compramos várias garrafinhas de água e um lanche pra cada, o valor dos alimentos estava absurdo! Uma água era R$4,00, cerveja era R$8,00 e energético era R$12,00! Fora as outras coisas que eu não me lembro agora, mas tudo bem caro.


A estrutura do evento estava muito boa. Vários banheiros, barracas de alimentação e seguranças espalhados por todo canto dispostos a dar informações.
O que muita gente reclamou da sexta-feira que choveu e pude perceber que ainda acontecia no domingo, mesmo sem chuva nenhuma, foi as imensas poças de lama que tinha pelo Jóquei.


  No palco principal havia algumas grades para separar a multidão, mas o acesso era livre. Entre essas grades, tinham alguns corredores onde o acesso era restrito onde somente seguranças e bombeiros podiam transitar por lá para ficarem de olho na galera e passarem pessoas que estivessem passando mal durante os shows. Durante o dia todo também distribuíram copos de água pra quem estava por lá, achei super legal isso, já que muitos ficaram o dia inteiro no mesmo lugar para ver as bandas de perto e também porque pagamos uma nota naquele ingresso, nada mais justo ter algum agrado né?


O palco Cidade Jardim era o maior de todos e onde as bandas principais tocaram. Tudo muito bem montado, com telões gigantes e um som mega alto, voltei surda pra casa, rs.


As primeiras bandas a se apresentarem foi Lirinha e Eddie, as duas tocando um Rock Regional e que eu achei beeem chato, parecia uma mistura de Zé Ramalho e frevo. Não gostei!
Logo depois veio a banda Puscifer com um visual meio macabro mas com um som bem interessante. No começo achei meio confusa, mas nas outras músicas fui gostando um pouco mais.



No meio da apresentação da Puscifer, adivinha quem resolve sentar em uma cadeira no palco e beber um copo de vinho? Eddie Vedder! Imagina só o alvoroço que isso não causou!?


Mais tarde a banda sueca The Hives entrou no palco e fez um show magnífico. Foi a primeira vez que vi a banda, antes só tinha ouvido uma música e nem sabia que era deles.
A banda é super carismática e interage o tempo todo com o público, principalmente o vocalista que fez umas dancinhas loucas, correu nos corredores em meio ao público e até abraçou um fã. Depois a banda toda desceu no final e autografou um poster desse mesmo fã.





O show do Pearl Jam era o mais esperado da noite! Um mar de gente em frente ao palco, não tinha espaço nem pra se mexer direito, estava muito sufocante. Várias pessoas passaram mal.
Eles entraram no palco por volta de 8:50 e não permitiram que o show passasse ao vivo na televisão (mas dia 06/04 as 21:30 h vai passar no Multishow, anota aí!).
A banda tocou vários hits como Even Flow, Alive, Black, Do The Evolution, Jeremy e Better Man e o público delirou. Você via todos cantando juntos, foi super legal!




O show acabou por volta de umas 23:20 hs se eu não me engano e a essa hora meu corpo já estava super dolorido. O tempo estava bem frio, o que ferrou com muita gente, principalmente quem pegou sol o dia todo (eu!).
O evento em si valeu muito a pena, foi uma experiência muito gostosa de se passar mas ganhei de brinde uma gripe terrível que me deixou de cama, com febre e dor de garganta. E pra ser sincera, não sei se encaro uma dessas tão cedo, víu!?

ME ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS
INSTAGRAM : @victoriafranzz
FACEBOOK: Meu Pêssego Azul
INSCREVA-SE NO CANAL:  Clique aqui

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário